Quem sou eu

Minha foto
Sou professora do Ensino Fundamental. Estou sempre a 'Viajar pela leitura'. Também adoro poesias. Selecionei estas poesias de Clarice Pacheco porque me encantam demais e quero compartilhar.

Poesias de Clarice Pacheco

Seleção de poesias de Clarice Pacheco, do livro Caderno de Poesias (AGE), 2003.

CLARICE PACHECO (1989-2002)

Clarice adorava brincar com as palavras, suas sonoridades, rimas... Tudo que chamava sua atenção era descrito em forma de versos. Clarice sentia e traduzia o mundo em forma de versos. E para isso usava o seu Caderno de Poesias.

**********

Caderno de Poesias

Caderno de poesias
é um belo lugar.
Tantas coisas lindas
que eu gostaria de falar.
Eu falo em forma de versos
para todos poderem escutar.
Agora você já sabe
porque os poetas passam os dias
escrevendo em seus cadernos de poesias.


***

Viajar pela leitura

Viajar pela leitura
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim, sem compromisso,
você vai me entender.
Mergulhe de cabeça
na imaginação!


***

Este é o inverno

Um frio de leve
vem pra ficar.
A brisa suave
faz a árvore balançar.

O vento sopra
assobiando.
O céu escuro
vai ficando.

As nuvens passam
de mansinho.
A chuva chega
devagarinho.

As pessoas correm
abrindo guarda-chuvas.
Vi um homem de casaco
e uma mulher de luvas.

É esse o inverno
sorrateiro.
Vem chegando
e nem avisa primeiro.


***

Uma cidade diferente

Era uma cidade
meio diferente,
ficava escuro ou claro
assim, de repente.

As casas andavam pelas ruas
enquanto que as pessoas não,
as casas trabalhavam
e as pessoas viviam plantadas no chão.

As frutas eram verdes,
as árvores eram coloridas
das frutas estragadas nasciam
as árvores mais bonitas.

O sol aparecia à noite
iluminando as ruas,
de dia o que iluminava
era a luz da lua.

Os carros passavam voando
sempre muito apressados,
porque se fossem devagar
é que eram multados.

Os aviões navegavam
atravessando os sete mares,
os navios sobrevoavam
cortando à tona os ares.


***

Com que se faz o quê

Com flores se fazem canteiros
com sementes, plantações.
Com talento se faz dinheiro,
com pessoas, procissões.

Com abelha se faz o mel,
com pássaros, revoada.
Com estrelas se faz o céu,
com altas horas, madrugada.

Com trovões se faz barulho,
com palavras, poesia.
Com água fervente se fazem borbulhas,
com vinte e quatro horas, um dia.

Com livros se faz cultura,
com quadros, decorações.
Com tintas se fazem pinturas,
com nanquim ilustrações.

Com estudos se faz uma carreira,
com sentimentos, emoção.
Com crianças se fazem brincadeiras,
com criatividade, uma criação.


***

Um lugar

Há um lugar
onde as flores crescem em poucas horas
a cantar
os pássaros fazem ninhos em árvores de
amoras
sem demorar
o sol aparece iluminando campo a fora
a brilhar
as estrelas infestam o céu de aurora
vou lhe contar
nesse lugar, acredite, ninguém se entristece
nem chora
quem ali chegar
não quer mais embora
mais tem que lamentar
pois esse lugar não mais existe agora.


***

Olhares

Quantas coisas cabem em um olhar?
É tão expressivo,
é como falar.
Um olhar triste
de sobrancelhas caídas
é como dizer que está chateado.
Um olhar alegre,
de sobrancelhas em pé,
diz que você está animado.
Quantas coisas não seriam bem ditas sem o olhar
e a magia que nele habita?
Um olhar sério,
de pálpebras caídas,
é como se dissesse que está entediado.
Um olhar arregalado,
de sobrancelhas contraídas,
indica que você está aterrorizado.
Quantas coisas deixaram de ser faladas
por falta de um bom olhar
que desse ênfase às palavras?
Um olhar distraído e profundo,
de olhos parados,
é o suficiente para expressar
que se está apaixonado.
Um olhar expressivo,
de sobrancelhas curvas,
diz que algo não é de seu agrado.

Olhares, olhares, olhares,
são céus, são universos,
são terras e são mares.


***

Você faz a paz

Procure uma posição confortável, acomode-se.
Fique em silêncio, feche os olhos concentre-se.
Lentamente, respire fundo.
Relaxe, pense no mundo.
Atinja o nível mais alto do pensamento.
Sinta o que falta aos seres humanos neste momento.
Analise a situação atual da humanidade.
E em como você pode colaborar,
mesmo com pouca idade.
Imagine um mundo sem ira, sem ódio,
sem inveja e sem maldade.
Só a honra de cada cidadão
cumprindo seus direitos e deveres com serenidade.
Pense na paz em plenitude.
E em como alcançá-la com certas atitudes.
É tão fácil e seria maravilhoso.
Qualquer um pode colaborar
com um comportamento honroso.
Torne isso uma realidade.
Então verá que só assim
a vida tem sentido de verdade.
Cumpra pelo menos você a sua parte
e proporcione paz.
E verá a felicidade que isso traz.


***

Nosso mundo hoje

O mundo está perdido!
Tantas mortes e destruição.
Tantos estragos e poluição.
Tanta gente de fome morrendo.
Tantos animais extinguindo-se e desaparecendo.
Tanta gente rica que não reparte com ninguém.
Tantos problemas que os governos têm.
Tantas guerras arrasando nações.
Tantos acidentes, tantas explosões.
Tantas pessoas analfabetas, tantas sem onde morar.
Tantos adoecendo, sem remédio para se tratar.

O ser humano perdeu a razão.
Se afogou na própria ambição.


***

Minha vocação

Aqui estou eu novamente
Escrevendo...
É uma alegria!
Adoro escrever.
Me realizo plenamente.
É minha vocação.
Quero ser escritora um dia!


***